fringe-festival-fireworks

Edinburgh Fringe Festival: não se afogue no meio de tanta arte!

Como demonstrado no primeiro e no segundo post desta série, Edimburgo vira uma cidade efervescente em Agosto, o mês dos festivais. O Edinburgh Fringe Festival, o maior festival de artes do mundo oferece uma infinidade de opções de entretenimento cultural durante o mês inteiro. Mas é muito fácil se perder diante de tantas opções. Portanto, montei uma lista de dicas pra facilitar a sua vida.

fringe catalogo 21) Encontre uma cópia do programa de shows grátis, o livro Free Fringe. Lá você vai encontrar todos os shows grátis separados por gênero (teatro, comédia, música etc.) com endereço, horário de início, sinopse e tudo mais. Outros livretos também costumam ser distribuídos por espaços de eventos tradicionais, contudo os shows nesses locais costumam ser pagos. As informações também podem ser encontradas na internet quando o festival está mais próximo. Basta procurar pro “Edinburgh Fringe Festival free shows”.

2) Se você não se importa em pagar um pouco por shows pré-selecionados, fique de olho nestes locais:
[list style=”check”] [li]The Assembly Rooms – Um espaço de eventos tradicionalíssimo em Edimburgo. Durante o Fringe Festival a casa costuma ter um público de mais de 100 mil pessoas distribuídas em uma grade de mais de 30 espetáculos por dia. Destaque para os shows musicais de sexta e sábado a noite e comediantes de stand-up mais conhecidos no Reino Unido.[/li] [/list] [list style=”check”] [li]The Underbelly: Uma vaca, roxa, virada de cabeça para baixo. Sim, um dos espaços mais legais do Fringe tanto para sentar com os amigos e curtir a atmosfera do festival quanto para participar de shows incríveis. Destaque para a Hot Dub Time Machine, uma festa temática de música que começa 50 anos atrás e chega até os dias atuais.[/li] [/list] [list style=”check”] [li]Vale ficar ligado: The Assembly George Square e The Gilded Baloon.[/li] [/list]

The Assembly Geoge Square | Foto: Beto Petroni
The Assembly Geoge Square | Foto: Beto Petroni

3) Se o seu negócio é experimentar e não gastar dinheiro, a dica mais quente é: fique na rua – a Royal Mile, principal rua do centro, sempre tem milhares de apresentações ao ar livre que são muito interessantes. É lá também que a maioria dos artistas fazem propaganda de seus shows e você certamente vai ser abordado por um (ou 30) deles com um show que está para começar. Fique ligado: como o show é grátis, é sempre bacana dar uma gorjeta na saída do show se você se divertiu.

Apresentação na Royal Mile | Foto: Beto Petroni
Apresentação na Royal Mile | Foto: Beto Petroni

4) Uma dica certeira é passar em um pub chamado The Banshee Labyrint e ir assistir ao MegaGames. Uma mistura de game-show com comédia, já foi considerado um dos melhores free shows do Festival. Em dois anos de Festival, eu fui em mais de 10 apresentações!

5) The Tron Kirk Church: uma igreja aposentada recebendo shows de música, burlesque, pintores e com um bar funcionando. Tudo de graça (menos a bebida, claro) no centro da cidade. Como não amar?

Apresentação no Tron Kirk Church | Foto: Beto Petroni
Apresentação no Tron Kirk Church | Foto: Beto Petroni

6) The Three Sisters: um dos maiores pubs da cidade também sempre tem muitos shows de graça. Destaque para o double decker bus, também comum em Edimburgo. Nesse caso, o ônibus também vira um espaço para apresentações!

Three sisters
Performance no The Three Sisters | Foto: Beto Petroni

 

7) The BBC Tent: uma tenda da rede britânica de televisão BBC com shows de graça, superbem organizada. Contudo, para esses shows é importante chegar cedo e pegar uma senha para poder entrar nas performances.

8) Por último, sempre o melhor. Ao final de cada dia de festival, há uma queima de fogos no castelo de Edimburgo que dá pra ver em quase toda cidade. Mas no último dia, que marca o encerramento do mês dos festivais, há o Fireworks Concert, que é uma das coisas mais bacanas e emocionantes que eu já vi (e faz parte, oficialmente, do Edinburgh International Festival). Uma queima de fogos no icônico Castelo de Edimburgo, acompanhada por uma orquestra sinfônica. Nas duas vezes em que estive, foi a Scottish Chamber Orchestra. O grande barato dessa apresentação é que a explosão dos fogos acompanha o ritmo da orquestra, o que torna a experiência incrível, ainda mais com o visual do castelo. E o melhor: você pode curtir a apresentação na Princess Street, que sai de graça, ou pagar um ingresso (com antecedência) e assistir ao encerramento com uma vista inesquecével. Arrepios garantidos. Vídeo aqui.

O show de fogos, The Fireworks Concert | Foto: Beto Petroni
O show de fogos, The Fireworks Concert | Foto: Beto Petroni

Importante! Procure se programar com antecedência: a cidade fica extremamente lotada durante este mês e, portanto, os preços de acomodação sobem. A dica neste caso é procurar um hostel na região central, ou mesmo o Airbnb, que costuma funcionar muito bem. Contudo, a maioria das ofertas de acomodação poderão ser encontradas no Gumtree, um site do estilo Craiglist que é muito popular no Reino Unido.

É isso. Espero que tenham gostado das dicas!

Veja os outros posts da série:
[su_posts template=”templates/list-loop.php” id=”1051, 1078″ posts_per_page=”2″ tax_operator=”0″ order=”asc”]

 

[su_box title=”//Quer escrever para a Plot?” box_color=”#141A21″]Escreva pra gente no contato@mundoplot.com.br contanto a sua história ou dica, que entramos em contato para combinar os próximos passos! :)[/su_box]
Plot Viagens
Plot Viagens
Somos especialistas em planejar viagens e queremos contribuir para que cada vez mais pessoas possam transformar planos em realidade. Aqui no blog compartilhamos histórias, dicas, relatos e inspirações.

Share This

Copy Link to Clipboard

Copy